09/04/07

CUMPLESCRITAS COM RENATO ROQUE



O meu amigo Renato Roque, fotógrafo genial, desafiou-me para participar no seu projecto "cumplescritas".
Eu aceitei.
Inspirado na sua bela fotografia, consegui esgalhar este poema quase normal:

ENTRE-OS-RI(S)OS

adivinho no teu olhar
um rio
que não pode não deve
desaguar em mim

vejo no teu sorriso
uma árvore
que florescerá
ao ritmo de um coração estrangeiro

refugio-me
nas margens da minha solidão
pesco futuros de plástico
na foz do meu desencanto

denuncio-me
enquanto não chega a alvorada

2 comentários:

AM disse...

"um coração quase estrangeiro"
:)

Renato Roque disse...

Obg João, pelas palavras amáveis e exageradas. Eu é que agradeço a tua colaboração no Cumplescritas.

Renato