30/11/06

Mário Cesariny canta Alexandre O'Neill






Em cima: publicado em «A PHALA» (1988).
Em baixo: texto impresso, corrigido à mão pelo autor.

3 comentários:

valter hugo mãe disse...

só para vos cumprimentar, que ainda não o havia feito, e dizer que vos amo a todos profundamente e que se sirvam de minha alma e corpo à vontade, que para isso é o amor. o blogue está lindo, hoje o dia esteve lindo, e até eu, que sempre me achei um feioso, começo a parecer um bocado poderoso (rimou). bem vindos à blogosfera, essa coisa boa

pat disse...

valter, lindo:
nos meus domínios, ou seja, lá por casa, costuma dizer-se que a beleza está «cá dentro». Algumas pessoas, felizes, conseguem de forma simples mostrar que a de dentro é bem mais importante do que a exterior, certo?
Tu, rapaz, és bem lindo. Em cara e coroa. E tens ainda outra beleza: a de conseguir mostrar o que de tão belo tem o teu coração, por palavras. Tens assim, pelo menos, um 3 em 1. Sortudo. Obrigada pelos elogios e pelo apoio. A Caixa está quase pronta para receber o teu corpo e alma, verás... ahahahah...
nota: já mostraste o blogue ao rapaz isaque?

Santiago Santos disse...

Muitos parabens pelo espaço. gostei mesmo muito

Santiago santos

http://bluedelay.blogspot.com/